Estátua de Carlos Drummond de Andrade é vítima de vândalos

Obra de arte carioca é pichada pela décima vez


Vinicius Giorge Jornalismo

25/12/13 19:35 - Atualizado em 25/12/13 19:39

estatua drummondCarlos Drummond de Andrade, um dos mais importantes poetas brasileiros, mineiro, inquieto e responsável por mais de 30 obras literárias que fazem parte do cultural brasileiro ganhou, em 2002, uma estátua em sua homenagem, durante as celebrações de seu centenário. Desde a instalação da peça, localizada no calçadão do bairro de Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, já foi vítima de vândalos por dez vezes. A última aconteceu hoje (25), por volta da 1h20 da madrugada, quando um casal pichou a estátua com tinta branca. A barbárie durou cerca de três minutos, tempo suficiente para danificar completamente a peça, e foi flagrado por uma câmera de segurança do Centro de Operações da Prefeitrua do Rio.

Segundo a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, a ação não foi única. Outra estátua, a do jornalista Zózimo Barroso do Amaral, importante colunista do Jornal do Brasil, no final da praia do Leblon, sofreu o mesmo tipo de depredação.

Ambos os casos estão registrados na 13ª DP, no bairro de Copacabana. As equipes da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) fizeram a limpeza das pichações. O trabalho foi antecipado por um voluntário, Herbert Parente, que ficou revoltado com a ação.

A obra já apareceu pichada uma outra vez, em 2002, meses depois de sua implantação. Outros atos desse tipo de ação incluem o furto dos óculos do poeta.

relacionadas

  • Livros 123: Estado e Burguesia no Brasil - Antonio Carlos Mazzeo Livros 123: Estado e Burguesia no Brasil - Antonio Carlos Mazzeo

    Entrevista com o sociólogo Antonio Carlos Mazzeo, professor da Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da USP, sobre a reedição de seu famoso livro Estado e Burguesia no Brasil, origens da autocracia burguesa. O professor Mazzeo explica que o livro busca traçar o perfil da burguesia brasileira e suas formas de ação a partir da vinda dos portugueses para a América e a instalação de seu capitalismo escravista colonial. Om professor inicia suas explicações sobre as diferenças entre feudalismo e capitalismo e a forma como o capitalismo se instalou em nosso país, superando as diversas fases da vida nacional: colônia, independência, primeiro e segundo impérios e república, passando pelos diversos golpes de estado que atravessamos ao longo do tempo. *Assista a Univesp TV ao vivo, e veja nossa programação completa em http://univesptv.cmais.com.br *De segunda a sexta às 09h e 21h, o programa Estúdio Univesp traz entrevistas, debates, notícias e matérias especiais na tela da Univesp TV. *Sintonize a Univesp TV através da multiprogramação da TV Cultura. Em São Paulo o canal é o 6.2. *Univesp TV - O canal para quem quer saber mais e aprender sempre!

  • Fundo de Quintal abre a 2ª temporada de Samba na Gamboa na TV Cultura Fundo de Quintal abre a 2ª temporada de Samba na Gamboa na TV Cultura

    Neste domingo (13/9), às 11h, o grupo conversa com Diogo Nogueira sobre o tradicional bloco carioca Cacique de Ramos. A edição é a primeira de uma leva de 26 programas inéditos

  • Clássicos exibe concerto da Sinfônica Heliópolis regido por Isaac Karabtchevsky Clássicos exibe concerto da Sinfônica Heliópolis regido por Isaac Karabtchevsky

    No programa deste sábado (12/9), obras de Beethoven, Brahms e do gaúcho Dimitri Cervo. Às 21h30, na TV Cultura

  • Livros 122: Polícia e Democracia - Renato Sérgio de Lima e Samira Bueno Livros 122: Polícia e Democracia - Renato Sérgio de Lima e Samira Bueno

    Entrevista com o sociólogo Renato Sérgio de Lima, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública sobre o livro Polícia e Democracia, 30 anos de estranhamentos e esperanças. A publicação traz entrevistas sobre as mudanças e os retrocessos que ocorreram nos últimos 30 na área de segurança pública do País com depoimentos de vários gestores da área, militares e civis, que tentaram fazer a diferença para tornar as polícias mais democráticas e trazê-las para perto dos cidadãos. *Assista a Univesp TV ao vivo, e veja nossa programação completa em http://univesptv.cmais.com.br *De segunda a sexta às 09h e 21h, o programa Estúdio Univesp traz entrevistas, debates, notícias e matérias especiais na tela da Univesp TV. *Sintonize a Univesp TV através da multiprogramação da TV Cultura. Em São Paulo o canal é o 6.2. *Univesp TV - O canal para quem quer saber mais e aprender sempre!

  • Jornal da Cultura Primeira Edição | 11/09/2015 Jornal da Cultura Primeira Edição | 11/09/2015

    Grandes empresas brasileiras também recebem classificação de risco de Agência Internacional; OMS vai testar a qualidade da água para os esportes náuticos da Olimpíada do Rio